DEPOIMENTOS

“Acredito que todas as iniciativas que procuram reunir oficinas e espetáculos na capital e no interior são bem vindas para aquecer o cenário da dança Baiana. Assim o Abriu a meu ver tem mobilizado dançarinos em torno da sua proposta e ocupado um lugar cada vez mais sólido.  Participei dos Diálogos Temáticos, em Salvador e achei um bom momento de troca”,  afirmou a diretora da escola contemporânea de dança, especialista em dança moderna e coreografia, Fatima Suarez.

“O Abriu é um projeto estruturante que pensa em todos os elos da rede produtiva da dança. “Pensa em: reflexão, produção, criação, circulação e difusão. E consegue agregar o maior número de profissionais.  A articulação que essa iniciativa tem com o interior do estado é muito interessante. O diferencial do Abriu é a potência de articulação e de ser estruturante com essa diversidade de grupos de artistas e de descentralização. O Abriu é uma dança territorializada que vai para outros lugares”, explicou,  o diretor de Fomento da Secretaria da Cultura da Bahia, Matias Santiago.

“Cheguei em Salvador pra estudar dança há 3 anos e o Abriu Dança já possuía sua significância na cidade. Além da abrangência regional que o evento proporciona aos participantes e espectadores, a diversidade é percebida na seleção dos artistas. As multilinguagens artísticas são essenciais para não haver uma hegemonia na arte, principalmente na dança, na qual por muito tempo tivemos isso”, afirmou o Bailarino, coreógrafo, professor, pesquisador e autoprodutor em dança,  Caíque Melo

“A dificuldade de produzir dança na Bahia é grande, e fazer dança quando se é independente pode ser mais difícil ainda. A importância do Abriu Dança para nós bailarinos, intérpretes e coreógrafos é de extrema significância. Poder expor seu trabalho, que às vezes só fica em sala. A possibilidade de dividir este solo que é um grito silencioso, para as condições que enfrentamos em relação a arte me deixa muito mais feliz. Dançar será um gesto de gratidão a esse projeto tão importante”, explicou a Bailarina, intérprete, coreógrafa, multiplicadora, Alice Rodrigues.

Anúncios